Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Menu

Desemprego cai e atinge 7,7% dos brasileiros, diz IBGE

No terceiro trimestre, portanto entre julho, agosto e setembro, a taxa média apurada pelo IBGE foi de 7,7 por cento.

Queda de 0,4 por cento, na comparação com os três meses anteriores, abril, maio e junho, puxada pelos estados de São Paulo, Maranhã e Acre.

Já Roraima foi o único no qual o desemprego aumentou.

Nos demais estados, o índice estacionou.

As maiores taxas de desemprego, acima de 12 por cento, foram registradas na Bahia, em Pernambuco e no Amapá.

Já as menores, abaixo de quatro por cento, ficaram por conta de Santa Catarina, Mato Grosso e Rondônia.

O balanço também mostrou que quatro, de cada 10 brasileiros com alguma ocupação, estão na informalidade.

Ou seja, não têm registro em carteira, por exemplo.

Outro dado que chama a atenção é que o desemprego é maior entre as pessoas com menos instrução.

Entre quem tem nível superior, a taxa foi de três e meio por cento.

No caso de quem tem nível superior incompleto, o desemprego subiu para 8,3 por cento.

E quanto às pessoas com ensino médio incompleto, mais de 13 por cento estavam sem trabalho.

De cada quatro brasileiros com alguma ocupação, um trabalha por conta própria.

Enquanto o rendimento médio mensal do trabalhador, entre julho e setembro, ficou pouco abaixo de três mil reais.

Deixe seu comentário: